quinta-feira, setembro 29, 2005

Lisboa (I)

Lembram-se daquela peça de teatro que vos falei " Marcas de Sangue", na Comuna?
Há uns dias atrás um dos rapazes que trabalhava na peça foi brutalmente assassinado, quase à saída do teatro, em plena luz do dia...
Deixo-vos aqui uma noticia, que embora um pouco sensacionalista, explica como tudo se terá passado:
"Ele sai do Teatro A Comuna ao telemóvel com um amigo e ela do Metro da Praça de Espanha, em Lisboa. Em comum, estes portugueses só têm uma infelicidade: às 19h30 de sexta-feira, 16 de Setembro, estão no caminho de um homem com traços indianos que corre de faca na mão. Para trás, caído, o assassino tinha deixado um compatriota – esfaqueado na sequência de discussão. Sem dó nem piedade, volta a atacar. Os dois portugueses são atingidos no abdómen: Miguel Pereira, 31 anos, não sobrevive aos ferimentos e cai a poucos metros de um táxi; ela sobreviveu."
Definitivamente, Lisboa é uma cidade incrivel em tantos aspectos: belezas naturais e artificiais, acontecimentos culturais, mistura de culturas, mistura de cores... pobreza, tristeza, abandono, brutalidade, violência...e tantos outros...

2 Comments:

Blogger triz said...

errr... eu fui ver essa peça ontem (domingo) não sabia de nada... ooops....

00:57  
Blogger noisiv said...

Isto anda mta marado... uma pessoa já não tá seguro em lado nenhum...

12:34  

Enviar um comentário

<< Home